China soma 52 novos casos, 36 dos quais por contágio local

China lançou uma campanha de vacinação que prevê abranger até 50 milhões de pessoas até ao início do feriado do Ano Novo Lunar.

A Comissão de Saúde da China contabilizou 52 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, incluindo 36 por contágio local, sobretudo no nordeste do país. As infeções locais foram detetadas nas províncias de Heilongjiang (27), Jilin (cinco) e Hebei (um), nas cidades de Xangai (um) e em Pequim (um).

Os restantes 16 casos foram identificados em viajantes oriundos do estrangeiro em Xangai (nove) e nas províncias de Fujian (três), Hunan (dois), Sichuan (um) e Shaanxi (um).

As autoridades chinesas redobraram os esforços para conter os surtos que atingiram diferentes regiões do norte da China: várias áreas foram isoladas e realizaram-se testes em massa da população, na tentativa de desacelerar a curva de casos.

A China quer evitar um aumento dos casos durante o período de férias do Ano Novo Lunar, que este ano decorre entre 11 e 17 de fevereiro, quando centenas de milhões de trabalhadores regressam às suas terras natais.

Para evitar nova onda de contágios durante aquele período, a China lançou uma campanha de vacinação, que prevê abranger até 50 milhões de pessoas até ao início do feriado.

A Comissão de Saúde chinesa indicou que, até à meia-noite local (16:00 de sexta-feira em Lisboa), o número total de infetados ativos na China continental fixou-se em 1.711, 78 dos quais em estado grave.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG