Alec Baldwin processado por negligência pelo disparo fatal durante filmagens de "Rust"

O responsável pela iluminação do filme entrou com a ação judicial num tribunal de Los Angeles. No processo de 25 páginas, afirma que o incidente "foi causado por atos de negligência e omissões" de Alec Baldwin, enquanto protagonista e produtor, e de outros elementos da equipa de "Rust".

Um elemento da equipa do filme "Rust" abriu um processo por negligência contra o ator norte-americano Alec Baldwin pelo disparo que levou à morte da diretora de fotografia, Halyna Hutchins, no mês passado, informaram os advogados na quarta-feira.

O processo judicial também inclui a armeira Hannah Gutiérrez-Reed, que afirmou através dos seus representantes legais que estava a ser "incriminada" pela morte de Halyna.

Além do ator e da responsável pelas armas no set de filmagens, a ação judicial visa também o assistente de realização Dave Halls, a responsável pelos adereços Sarah Zachry e outros elementos da produção do western.

O responsável pela iluminação do filme, Serge Svetnoy, amigo de Halyna Hutchins, entrou com a ação judicial num tribunal de Los Angeles. Acusa o ator e outros elementos da equipa de negligência num caso que lhe provocou "severo sofrimento emocional", disse em conferência de imprensa.

No processo de 25 páginas, afirma que o incidente "foi causado por atos de negligência e omissões" de Alec Baldwin, enquanto protagonista e produtor, e de outros elementos da equipa de "Rust".

"Não havia nenhuma razão para colocar uma bala verdadeira no revólver Colt.45, ou para que ele estivesse no set de 'Rust', e a presença de uma bala num revólver representava uma ameaça letal para todos à volta", lê-se no processo.

Procuradora diz que não há provas de sabotagem

Svetnoy alega que o ator Alec Baldwin, o assistente de realização, Dave Halls, e a armeira Hannah Gutiérrez-Reed não seguiram as práticas da indústria cinematográfica no manuseio de armas e "permitiram que um revólver carregado com munição real atingisse pessoas".

O chefe de iluminação terá sido atingido por "materiais de descarga" da explosão fatal, tendo sido quase baleado, de acordo com o processo, citado pela CNN. Svetnoy culpa os produtores do filme por não terem contratado um "armeiro" competente e experiente.

"Penso que é importante dar aos jovens e aos menos qualificados uma oportunidade de trabalharem num set de filmagens, mas tem de haver sempre pessoas com mais experiência para os ensinar, evitar erros e prevenir tragédias", escreveu no Facebook.

Na publicação feita na rede social, este elemento da equipa de "Rust" afirmou que há muitas pessoas que estão envolvidas no processo de fazer um filme e que todas devem ser responsabilizadas pelo seu trabalho.

Em comunicado, divulgado também na quarta-feira, os advogados da armeira do western insistiram que ela não sabia a razão pela qual existia munição real nas filmagens.

"Estamos a pedir uma investigação completa de todos os factos, incluindo as balas reais e quem as colocou ali", declarou o advogado Jason Bowles. "Estamos convencidos de que foi uma sabotagem. Também acreditamos que o local da rodagem [onde ocorreu o disparo] foi alterado antes da chegada da polícia."

Em entrevista exibida nesta quarta-feira, a procuradora do condado de Santa Fé, Mary Carmack-Altwies, rejeitou a teoria de sabotagem defendida pelos advogados da armeira. "Não temos nenhuma prova", disse à ABC News.

A investigação policial está a decorrer para tentar averiguar o que falhou no set de filmagens de "Rust", western que Alec Baldwin protagoniza, sendo também produtor. Foi o ator que matou acidentalmente a diretora de fotografia do filme, ao disparar uma arma de adereço que não devia estar carregada com armas verdadeiras.

Dave Halls, o assistente de realização de "Rust" entregou a arma de adereço a Baldwin, referindo que era segura, uma vez que não tinha munição real e o ator efetua, durante a rodagem, um disparo. Halyna Hutchins, de 42 anos, foi atingida pelo tiro no peito e acabou por morrer, enquanto o diretor Joel Souza, de 48 anos, que estava atrás dela no momento do disparo, ficou ferido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG