Premium A "alta reincidência" dos criminosos sexuais é fake news?

A ideia de que os condenados por crimes sexuais têm uma muito elevada taxa de reincidência subjaz a propostas como a da castração química. Não há porém estudos que o atestem; na fonte do erro está um acórdão do Supremo Tribunal dos EUA e uma citação num artigo não científico.

"Todos os estudos que existem dão conta de altíssimas taxas de reincidência. Entre nós há um estudo muito completo, aponta para uma taxa de reincidência de 80%".

A afirmação é de Paula Teixeira da Cruz, a 17 de março de 2015, enquanto ministra da Justiça, e referia-se à taxa de reincidência de perpetradores de crimes sexuais. A governante falava mesmo de "uma reincidência louca" e baseava-se nessa asserção para defender a criação de uma lista nacional de condenados por crimes sexuais, que viria a ser aprovada, ainda na vigência da maioria PSD/CDS, exclusivamente para condenados por abuso de crianças e outros crimes sexuais sobre menores, com o nome de Registo de Condenados por Crimes Sexuais contra Crianças.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG