Premium As primeiras diretas no PSD em que o militante é quem mais ordena

Rui Rio, Luís Montenegro e Miguel Pinto Luz defrontam-se em janeiro nas diretas do PSD. A expectativa no partido é que haja uma bipolarização em torno dos dois primeiros candidatos. Dizem que a campanha junto das bases vai mesmo determinar quem será o presidente do partido nos próximos dois anos.

A vida do PSD nos próximos dois meses deverá parecer um decalque do que foi a campanha eleitoral para as legislativas de 6 de outubro, na proporção dos três candidatos à liderança. Para já, por que se Miguel Morgado já assumiu que não teve apoios para avançar, Jorge Moreira da Silva ainda não abriu o jogo se tenciona ir à luta pela liderança do partido.

Rui Rio, Luís Montenegro ou Miguel Pinto Luz, os candidatos assumidos à presidência social-democrata, qual deles conseguirá ser eleito nas diretas de janeiro? Quem tem mais apoios e os mais decisivos? "As coisas não são lineares, nestes dois meses a campanha que fizerem irá mesmo ser determinante para a escolha que o partido vai fazer. Não há favas contadas para nenhum deles", assegura ao DN um dirigente de uma distrital que não quer assumir ainda por quem torcerá.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG