Premium Roubo em Tancos: CDS quer comparar listas que MP usou para detetar a falta de material

A Comissão de Defesa não teve ainda acesso à lista do material furtado que foi depois devolvido. MP terá detetado a falha comparando a informação que lhe foi transmitida pelos militares.

O pingue-pongue político, judicial e militar que se tem jogado desde que foi revelado pelo Expresso que afinal havia mais material furtado em Tancos que ainda não tinha sido devolvido, ao contrário do que dissera o Exército, tem uma possível prova dos nove. Quem a descobriu foi o CDS, quando requereu nesta terça-feira que a lista do material "recuperado" fosse facultada ao Parlamento.

"Se o Ministério Público detetou a falta de material pressupomos que terá sido com base na comparação da lista do material furtado com a lista do material recuperado. Queremos também confrontar essas listas. Nunca nos foi facultada a relação do material recuperado", justifica João Rebelo, o coordenador dos centristas na Comissão de Defesa Nacional.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.