Premium PSD. Rio, Montenegro e Pinto Luz jogam tudo nas distritais mais agrestes

Os candidatos à liderança estão com intensidade no terreno, sobretudo a tentar conquistar votos nas estruturas onde têm maiores resistências.

Rui Rio, que está ao comando do partido e do grupo parlamentar em que enfrentou o primeiro-ministro no debate quinzenal de quarta-feira, não tem descurado os contactos com as bases a dois meses das eleições diretas de 11 janeiro. E, neste fim de semana, vai ter duas iniciativas fortes para demonstrar que está com força nesta recandidatura à presidência do partido: neste sábado, em Gaia, junta a estrutura nacional da juventude que o apoia e, no domingo, em Santa Maria da Feira, é a vez de dar palco à estrutura nacional da sua candidatura.

Já na segunda-feira, o presidente/recandidato tinha organizado um almoço em Braga, distrital que é liderada pelo eurodeputado José Manuel Fernandes e lhe é favorável, com vários presidentes de câmara e de secção do distrito. Esta é, aliás, uma das quatro distritais onde o peso dos militantes é mais decisivo para a eleição direta dos líderes. As outras são as de Lisboa, Porto e Aveiro.

Ler mais

Exclusivos