Premium Roberto Carlos e Portugal - uma história de amor

Aos 78 anos, o músico brasileiro continua a encher salas em Portugal. Desta vez há dose dupla em Lisboa e em Gondomar.

Em abril de 1966, já depois do lançamento do LP Jovem Guarda, o músico brasileiro Roberto Carlos veio a Portugal pela primeira vez para atuar no programa da RTP Canção É Espetáculo, no qual interpretou os seus temas Não Quero Ver Você Triste, O Calhambeque, Parei na Contramão e Pega Ladrão. A terminar, uma surpresa: "Vocês não sabem do prazer que eu tenho em estar aqui, em Lisboa, cantando para vocês. É pena que a minha temporada seja curta e que eu tenha logo de ir embora", disse o cantor. "Para mostrar a minha admiração por todos vocês eu incluí no meu repertório uma canção portuguesa, Coimbra." Na sua versão, o fado de Coimbra transformou-se numa canção de baile e foi assim o início da história de amor entre Roberto Carlos e Portugal.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.