Premium Enfermeiros. Plataforma do crowdfunding adia entrega de dados à ASAE

A PPL foi notificada para, no prazo de cinco dias, dar informações sobre quem contribui para o fundo. Mas antes decidiu pedir parecer da Comissão Nacional de Proteção de Dados.

A ASAE está a investigar quem financia a greve dos enfermeiros nos blocos operatórios e já notificou a PPL, a plataforma que aloja o crowdfunding, o fundo solidário que recolheu 784 mil euros, para lhe fornecer todos os dados sobre os financiadores. Só que antes de dar as informações à ASAE, e mesmo tratando-se de uma polícia, a PPL entendeu primeiro pedir um parecer da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD).

Yioann Nesme, sócio-gerente da PPL, disse ao DN que a ASAE notificou a plataforma na passada sexta-feira e que lhe deu um prazo de cinco dias úteis para responder. É nesse espaço de tempo que espera receber a resposta da CNPD quanto à legalidade de fornecer as informações. A Comissão Nacional de Proteção de Dados, por seu turno, confirmou que recebeu o pedido da plataforma digital.

Ler mais

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.