Premium Morte do ator José Lopes: "Os atores velhos são postos de lado"

O ator José Lopes morreu aos 61 anos, sozinho, na tenda onde morava. É um caso extremo, mas não surpreende os que trabalham nesta profissão marcada por precariedade, baixos salários e falta de apoio social. A idade pode pôr fim à carreira de um ator.

Ainda em junho tinham estado juntos. José Lopes foi com a filha ver a peça Gertrude Stein e Acompanhante, que a Escola da Noite apresentou no São Luiz Teatro Municipal, em Lisboa. No final do espetáculo, esperou à porta para cumprimentar as duas atrizes e suas amigas, Lucinda Loureiro e Cucha Carvalheiro. "Percebemos que ele estava mais velho mas estava bem e parecia feliz", recorda Lucinda Loureiro. "Não imaginávamos que estivesse a passar por dificuldades, ele não nos contou e penso que não terá contado a muita gente", diz a atriz que trabalhou com José Lopes em 1986 no espetáculo Os Negros, de Genet, com encenação de Rogério de Carvalho. "Ficámos muito próximos nessa altura", recorda. "Como é que não percebemos? Como é que deixámos que isto acontecesse?", lamenta Lucinda Loureiro depois de saber da morte de José Lopes, aos 61 anos, sozinho, numa tenda onde morava por não ter casa.

E, no entanto, Lucinda Loureiro, atriz, também de 61 anos, não se surpreende. Afinal, os atores, e "todas as pessoas que trabalham no espetáculo de uma maneira geral", diz, estão entre os trabalhadores mais precários entre os precários. "Já praticamente não há companhias, são poucos os atores que têm contratos com um vínculo fixo a alguma entidade. As pessoas que trabalham habitualmente na televisão podem ter uma situação melhor, mas no teatro e no cinema vive-se à base de projetos", conta. É preciso estar constantemente à procura de trabalho e é preciso tentar poupar para os tempos em que o trabalho escasseia porque "para se ter direito ao subsídio de desemprego é necessário trabalhar durante oito meses seguidos para uma única entidade, o que é muito raro". "Estamos muito desprotegidos", conclui a atriz.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG