Premium A história da arte "contada" pelos gatos

Imagine que Vermeer tinha pintado não uma rapariga com brinco de pérola mas uma gata. Ou que Andy Warhol fizera de um gato uma pop star em detrimento de Marilyn Monroe. Estas são algumas das propostas do livro História da Arte em 21 Gatos, acabada de chegar às livrarias portuguesas, para divertimento (pedagógico) de miúdos e graúdos.

"Não se pode morar nos olhos de um gato", escreveu o poeta Alexandre O"Neill, que amava estes animais também pelo "faz festa, protesta, desembesta", que é como quem diz pela impossibilidade de alguma vez os vermos totalmente submissos aos nossos esforços de domesticação. Talvez por isso os vejamos tantas vezes enrolados nas pernas dos artistas, que, hoje como ontem, são tantas vezes os mais indomáveis dos humanos. De tão presentes na balbúrdia dos ateliês de nomes como Pablo Picasso, Georgia O"Keefe ou Matisse, tornaram-se com frequência motivo de inspiração e, decerto mais vezes do que imaginamos, insuspeitos "coautores" de algumas obras, deixando na tela uma pegada de tinta, tão leve como eles próprios. Partindo deste pressuposto, a Marcador acaba de lançar no mercado português um divertido livro - História da Arte em 21 Gatos (96 págs., 13,90 euros), com textos de Diana Vowles e de Jocelyn Norbury e ilustrações de Nia Gould. Um livro que é um jogo e simultaneamente um convite à descoberta de novas abordagens (o céu é o limite) da história da arte ocidental.

Como tantas outras coisas na existência humana, tudo começou no Antigo Egito. Estetas requintados, os súbditos dos faraós tomaram-se de amores pela elegância destes animais e representaram-nos abundantemente em pinturas de parede, túmulos ou, de forma mais doméstica, em amuletos que deveriam atrair sorte e abundância a quem os usasse. Associados a vários deuses, eram invocados em orações como esta que os arqueólogos encontraram num túmulo do vale dos Reis: "Vós sois o Grande Gato, o vingador dos deuses, o juiz das palavras, o chefe dos soberanos e o governador do Círculo Sagrado; vós sois certamente o Grande Gato."

Ler mais

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG