Premium Rui Rangel. De Angola ao Benfica, a queda de um juiz sempre polémico

O juiz agora expulso da magistratura sempre gostou dos holofotes mediáticos. Comentou processos judiciais e foi alvo de processos disciplinares. No mais recente, acabou por ser expulso da magistratura. É arguido por suspeitas de corrupção.

"Os juízes são a classe menos confiável em Portugal." Foi Rui Rangel, o juiz que foi agora expulso da magistratura, quem disse esta frase em 2015, em declarações jornal i, e é um dos exemplos de declarações polémicas, para muitos inadequadas para um juiz, que Rangel proferiu ao longo dos anos e que lhe valeram processos disciplinares. Com 64 anos, 37 de magistratura, 15 dos quais como desembargador, Rui Rangel acaba punido com a sanção mais grave aplicada a um magistrado e é demitido antes da conclusão do processo-crime em que é arguido. Na Operação Lex, que motivou a medida disciplinar, é suspeito de corrupção.

Sempre gostou de ter notoriedade, fosse nos meandros judiciais, através de participações em programas televisivos ou noutras áreas, como a candidatura que protagonizou à presidência do Benfica em 2012, para espanto de muitos dos seus pares. Recato devido ao cargo que desempenhava nunca foi um fator que considerasse e fosse impeditivo de se fazer ouvir.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG