Exclusivo "A altura em que sou mais criativo é quando estou a fazer desporto"

Pedro Simas, o virologista apaixonado pelo mar, é um grande adepto de desportos radicais.

O virologista a quem os órgãos de comunicação tantas vezes recorrem para nos elucidar sobre a pandemia da covid-19 tem uma grande paixão por desportos, sobretudo radicais. Para lá da ciência, diz que é muito feliz a praticá-los.

Os dedos de uma mão não chegam para contar os desportos que Pedro Simas, de 55 anos, pratica ou já praticou. Desde o surf, ainda hoje presente no seu dia-a-dia e que vem desde a adolescência, ao windsurf, que conheceu com a telenovela brasileira Água Viva, transmitida em Portugal nos anos 1980, ao basquetebol, que praticou como atleta federado, passando por esqui (dentro e fora de pista), escalada, hiking, parapente (de que não gostou) e bicicleta (sobretudo em todo-o-terreno, disciplina na qual venceu, em 2018, uma prova com etapas de norte a sul do país - a Transportugal).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG