Exclusivo De 'Viagem à Lua' ao 'Regresso ao Futuro'. Como a ficção do passado previu o nosso futuro

O cinema sempre arriscou encenar os tempos que estavam para vir. Por isso, vivemos numa era que já está à frente de muitos futuros que os filmes do passado previram.

A geração dos que foram adolescentes na década de 1980 recebeu uma pesada herança temporal. Em sentido literal. No ziguezague emocional da cultura popular, as medidas do tempo apresentavam-se viradas do avesso, de tal modo que um dos mais conhecidos atores da época, Michael J. Fox, ficou a dever a sua fama à personagem do jovem Marty McFly num filme de Robert Zemeckis com um título deliciosamente absurdo: Regresso ao Futuro (1985).

Durante uma das suas viagens no tempo, McFly é questionado pelo Dr. Emmett Brown (Christopher Lloyd), precisamente o cientista que criou as condições para a concretização dessas viagens. Brown está no passado, ignorando, naturalmente, as suas próprias invenções futuras... Duvidando de que McFly tenha chegado desse futuro para ele desconhecido, pergunta-lhe quem é o presidente dos EUA no ano de 1985. Ao que ele responde com a máxima objetividade: Ronald Reagan. O cientista não consegue conter o seu sarcasmo: "E o vice-presidente, quem é? Jerry Lewis?"

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG