Países produtores de petróleo acordam cortar 9,7 milhões de barris por dia

Após uma longa maratona de reuniões entre os países que compões a OPEP+ foi possível alcançar um acordo para evitar a queda dos preços.

Os principais países produtores de petróleo chegaram este domingo a um acordo histórico para um corte de 9,7 milhões de barris por dia, ligeiramente abaixo da proposta incicial de 10 milhões, revela a agência Bloomberg.

Foi uma longa maratona de reuniões bilaterais e quatro dias de reuniões, através de vídeoconferência, que juntaram ministros dos países que compõem a OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), a Rússia e o México, que compõem o denominado grupo OPEP+.

As negociações chegaram a estar inviabilizadas pelo México, que considerava excessivo o esforço que lhe era exigido, mas tudo acabou por ser resolver durante este fim de semana.

Com o acordo agora estabelecido, os países produtores de petróleo conseguem conter a queda dos preços por causa da da pandemia de covid-19, que baixou o consumo em todo o mundo.

Ainda de acordo com a Bloomberg, Estados Unidos, Brasil e Canadá vão contribuiu com um corte de 3,7 milhões de barris, enquanto o México terá apenas de cortar 100 mil barris.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG