UEFA afasta plano B e confirma que Lisboa recebe a Liga dos Campeões

O presidente Aleksander Ceferin reuniu-se com o primeiro-ministro António Costa para fazer um ponto da situação sobre as condições que a capital portuguesa tem para receber a fase final da Champions.

Aleksander Ceferin, presidente da UEFA, reafirmou esta terça-feira, após reunião por videoconferência com o primeiro-ministro, António Costa, que Lisboa reúne as condições necessárias para receber a fase final da Liga dos Campeões e afastou a hipótese para avançar para um plano B.

Nesta reunião sobre a fase final da Liga dos Campeões, que se realizará na capital portuguesa, em agosto, participaram também o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, e o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

No comunicado final da reunião, ao qual a agência Lusa teve acesso, refere-se que as diferentes partes "salientaram que estão totalmente empenhadas no sentido de trabalhar em conjunto para realizar com sucesso esse evento em Lisboa".

De acordo com o mesmo comunicado, Governo português, UEFA e FPF observaram que este será um torneio inédito e que "apresenta grandes desafios, mas reforçaram sua convicção de que as condições necessárias estarão presentes em Portugal para receber os jogos da UEFA Champions League agendados para a temporada 2019-20".

Durante a reunião, o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, agradeceu a dedicação de António Costa em relação a este projeto desportivo e afirmou-se confiante que o quadro de "colaboração constante" entre as partes vai manter-se", tendo em vista "concluir de forma positiva" a Liga dos Campeões em Lisboa. "Não há necessidade de qualquer plano B", acentuou o presidente da UEFA.

Já o primeiro-ministro congratulou-se por a UEFA reiterar o seu total empenho de realizar a fase final da Liga dos Campeões de futebol em Lisboa.

Na reunião, António Costa também partilhou "uma atualização detalhada sobre a situação da covid-19 em Portugal" e salientou que "todas as medidas estão sendo tomadas para garantir que o país receberá o torneiro com condições de segurança".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG