Treinador despedido por recusar orientar equipa com vários infetados

O treinador italiano Adolfo Sormani foi hoje destituído, por se ter recusado a orientar os albaneses do FK Partizani contra o KF Tirana, receoso de ser contagiado por covid-19, depois do teste positivo de cinco dos seus futebolistas.

"O FK Partizani anuncia hoje a interrupção, com efeito imediato, a cooperação com o treinador Adolfo Somani e dois membros da sua equipa técnica, Giovanni Mazzella e Gabriele Faccia", revelou o clube, 16 vezes campeão da Albânia e atual sexto classificado do campeonato.

Apesar de não terem sido divulgados os motivos da súbita rutura, os órgãos de informação locais dão conta da ausência do técnico, de 54 anos, no banco de suplentes no jogo de sexta-feira, frente ao líder, que terminou empatado 1-1.

Antes do encontro, as autoridades sanitárias do país revelaram que cinco dos futebolistas do Partizani não poderiam jogar, uma vez que tinham testado positivo, facto que terá estado na base da atitude do treinador, que será substituído pelo adjunto Renaldo Kalari nos três derradeiros desafios.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 569 mil mortos e infetou mais de 12,92 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG