Seleção russa usou amoníaco como estimulante

Não se pode falar em doping visto que não se trata de uma substância proibida, mas tem como principais benefícios estimular uma melhor respiração e oxigenação no sangue

Há muito que os atletas russos estão envoltos em suspeitas de doping. Agora o caso não é o mesmo mas a finalidade é idêntica; ter um melhor rendimento desportivo.

Segundo o diário alemão Bild , os futebolistas russos snifaram amoníaco durante o Mundial 2018. E mais. Alguém da federação russa terá admitido esse facto ao jornal alemão sediado em Munique, Süddeutsche Zeitung. O elemento não identificado da federação reconheceu que um dos suplentes que entrou durante o jogo dos oitavos-de-final com a Espanha terá snifado uma bola de algodão molhada em amoníaco.

A grande diferença no que toca a polémicas recentes reside no facto de o amoníaco, apesar de estimular a respiração e melhorar o fluxo de oxigénio no sangue, não ser uma substância proibida pelos regulamentos internacionais de antidopagem. Logo, a Rússia nada fez de ilegal.

Refira-se que a situação foi espoletada pelo comportamento de alguns russos no encontro dos quartos-de-final com a Croácia, durante o qual foram vistos a esfregar o nariz.

Exclusivos