Jovem de 14 anos que morreu era jogador de futsal: "Desta vez não conseguiste fintar este adversário"

Vítor Godinho perdeu a vida este domingo, no Hospital de Santa Maria da Feira, depois de testar positivo a ​​​​​​​covid-19.

"Desta vez não conseguiste fintar este adversário, como tantas vezes fizeste! Estamos de rastos e sem palavras! Descansa em paz Campeão". Foi assim que o CCR Maceda, clube do concelho de Ovar, se despediu de Vítor Godinho, o jovem de 14 anos que perdeu a vida este domingo, no Hospital de Santa Maria da Feira, depois de testar positivo a covid-19.

Também o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, publicou uma mensagem de condolências: "É com profunda consternação que envio as minhas condolências a familiares, amigos e colegas do Vitor Rafael Bastos Godinho, jovem futsalista do CCRM - Centro Cultural e Recreativo de Maceda. Nesta hora de profunda dor para todos os seus entes queridos, também envio uma palavra de conforto a toda a família do futebol no distrito de Aveiro que partilha connosco a tristeza de um tão precoce desaparecimento."

A Direção-Geral de Saúde é cautelosa em ligar, para já, a morte de um rapaz de 14 anos ao efeito do Covid-19, uma vez que, segundo Graça Freitas, o rapaz padecia de outras doenças. Por isso, e apesar de ter testado positivo ao coronavírus, as causas da morte ainda vão ser investigadas.

O jovem era natural de Ovar, sendo a quinta vítima mortal da cidade, onde a 17 de março foi declarado o estado de calamidade pública devido ao novo coronavírus. Até este domingo morreram 119 pessoas, além do jovem Vítor Godinho.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG