Premium Como a Itália ficou 16 anos com o título de campeã do mundo

A pandemia do coronavírus faz que Portugal mantenha o título de campeão da Europa por mais um ano, mas entre 1934 e 1950 registou-se um reinado da squadra azzurra como campeã do mundo. A seleção do estratega Vittorio Pozzo só foi travada pela Segunda Guerra Mundial.

A seleção italiana de futebol detém ainda hoje um recorde que dificilmente será batido: foi campeã do mundo durante 16 anos. Metade desse período foi por ter sido a primeira a vencer dois Mundiais consecutivos (1934 e 1938) e a outra metade devido à suspensão da competição por causa da Segunda Guerra Mundial. Curiosamente, a seleção portuguesa vai agora beneficiar de um ano extra com o título de campeã da Europa, pois o Euro 2020 foi adiado por causa da pandemia do covid-19, ou seja, a equipa de Fernando Santos estará cinco anos no trono do Velho Continente.

A longevidade dos italianos como campeões mundiais acabou por ser um prémio para uma seleção marcante na história do futebol, apesar de ter servido como veículo de propaganda do regime ditatorial de Benito Mussolini. Vittorio Pozzo foi o selecionador e o estratega de uma equipa poderosa à qual passava a sua astúcia tática para fazer funcionar um conjunto de jogadores talentosos e de grande poder físico. Entre 1934 e 1938, a Itália foi bicampeã mundial e campeã olímpica, razão por que é legítimo pensar que apenas a Segunda Guerra Mundial a impediu de alcançar mais conquistas.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG