Cinco elementos da equipa do Famalicão testam positivo à covid-19. E há um caso no Moreirense

Três jogadores do Famalicão e dois membros da estrutura do clube tiveram testes positivos à covid-19, nos exames efetuados no final da semana. No Moreirense há também um caso.

Três jogadores do Famalicão e dois membros da estrutura do clube tiveram testes positivos à covid-19, nos exames efetuados no final da semana, disse à agência Lusa fonte do emblema da I Liga de futebol.

Depois de terem realizados testes de despiste na passada quinta-feira, os jogadores infetados foram informados do resultado, tendo sido enviados para casa, para ficarem em isolamento.

Contactado pela agência Lusa, o clube não se pronunciou sobre a existência de casos positivos, no entanto, explica que todos os resultados são confidenciais e já foram entregues à Direção Geral de Saúde.

Também neste domingo soube-se que um jogador do Moreirense está infetado com o novo coronavírus, na sequência dos testes realizados no sábado, informou este domingo o clube da I Liga portuguesa de futebol no sítio oficial.

"Todo o plantel do Moreirense Futebol Clube, bem como toda a sua respetiva estrutura, realizou ontem [sábado] de manhã os testes de rastreio ao SARS-CoV-2 [novo coronavírus], testes serológicos e PCR (zaragatoa), tendo-se registado um caso positivo num atleta", lê-se na nota publicada pelo emblema da vila minhota de Moreira de Cónegos.

A confirmação do caso positivo surgiu após a equipa do concelho de Guimarães ter regressado ao trabalho na segunda-feira de manhã, com o plantel, de 26 elementos, dividido entre o Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, onde o Moreirense realiza os seus jogos oficiais como anfitrião, e o Campo das Oliveiras, em Serzedelo (Guimarães), espaço onde treina regularmente.

No sábado, o V. Guimarães, também da I Liga, tinha anunciado que três dos seus jogadores tiveram testes positivos à covid-19, nos testes efetuados pelo clube.

"Tendo em conta o plano de contingência do Vitória SC para a sua equipa de futebol profissional no âmbito da pandemia de covid-19, informa-se que no decorrer dos exames de rastreio realizados no dia 08/05/2020, aos atletas, equipa técnica e staff de apoio, três atletas testaram positivo para SARS CoV2", lê-se num comunicado dos vitorianos.

De acordo com o mesmo documento, "todos os atletas em questão se encontram clinicamente bem, assintomáticos e em isolamento, com o apoio do clube, cumprido todas as diretrizes da Direcção-Geral da Saúde (DGS), tendo sido os casos prontamente notificados".

Neste domingo, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, afirmou que, caso os testes às equipas de futebol derem um número elevado de casos positivos de covid-19, terá de ser equacionada pelas autoridades "a avaliação de risco".

"É uma situação muito complexa, conciliar o retorno da atividade do futebol com regras sanitárias e de segurança. É difícil definir linhas vermelhas. Se os testes feitos às equipas derem um número elevado de pessoas positivas, terá de ser equacionada pelas autoridades de saúde de nível local, regional e nacional a avaliação do risco em concreto", disse a diretora-geral da Saúde, na conferência diária sobre a evolução pandemia, que decorreu em Lisboa.

No plano de desconfinamento, devido à pandemia de covid-19, o Governo definiu que a I Liga de futebol e a final da Taça de Portugal vão poder ser disputados, permitindo também desportos individuais ao ar livre, excluindo a continuidade da II Liga.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 279 mil mortos e infetou mais de quatro milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de 1,3 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.135 pessoas das 27.581 confirmadas como infetadas, e há 2.549 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG