"Pagas-me e vou embora". Bronca no balneário do Real entre Sergio Ramos e o presidente

Capitão merengue terá dito "pagas-me e vou embora" a Florentino Pérez, que empregou o adjetivo "vergonhoso" para classificar a exibição ante o Ajax na terça-feira, na derrota por 1-4

O ambiente no balneário do Real Madrid está de cortar à face. De acordo com o As, seguiu-se uma discussão acesa no balneário do Estádio Santiago Bernabéu entre o presidente do clube, Florentino Pérez, e o capitão de equipa Sergio Ramos, depois da goleada sofrida em casa na terça-feira ante o Ajax (1-4).

Segundo o diário desportivo, Florentino esperou pelos jogadores e reprovou a exibição deles durante o jogo, falando de falta de dedicação, excesso de folgas e inclusivamente terá empregado o adjetivo "vergonhoso".

Essa expressão, porém, foi a gota de água para Sergio Ramos, que acusou o presidente e a restante direção de mau planeamento, culpando o líder do clube pelo desastre. "Pagas-me e vou embora", terá chegado a dizer o central espanhol, perante todo o plantel.

Depois desta discussão, Florentino reuniu-se com a restante direção durante a madrugada de terça para quarta-feira para discutir a possibilidade de destituir imediatamente Solari e substitui-lo por José Mourinho, que em 2013 saiu de Madrid com um mau relacionamento com Sergio Ramos.

Recorde-se que Sergio Ramos não participou no jogo de terça-feira entre Real Madrid e Ajax por ser encontrar a cumprir castigo por ter forçado um cartão amarelo durante a partida da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, em Amesterdão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG