Exclusivo 'Visões do Império'. Retratos de um império imaginado

Um documentário a refletir sobre os negativos da história colonial. Visões do Império, de Joana Pontes, usa as fotografias das colónias como matéria de estudo para alcançar o olhar por trás da grande ilusão.

Mãos que manuseiam fotografias de família, observadas à lupa, sobre uma secretária repleta de livros, álbuns e câmaras fotográficas antigas. Essas fotografias são janelas para as memórias vagas de uma infância passada em Luanda, no tempo em que a capital de Angola era uma colónia portuguesa. "Fomos felizes", diz Joana Pontes em voz-off. A realizadora de Visões do Império parte de um lugar íntimo - da nostalgia e da revolta com que as famílias sentem a herança colonial - para o coletivo - o modo como se criou a imagem próspera do império - num documentário que sonda o circuito dos registos fotográficos e os traços da história por eles contada, cuja releitura de investigadores e historiadores tem vindo a apurar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG