Spice Girls: o último concerto afinal não foi o último

No estádio de Wembley, no 13.º concerto da digressão de reunião, as Spice Girls anunciaram que vão voltar a cantar juntas: em fevereiro, na Austrália.

"Preciso dizer uma coisa que deveria ter dito há muito tempo", disse Geri, abraçada às companheiras da banda, durante o concerto de sábado à noite no Estádio do Wembley, em Londres. "Peço desculpa. Desculpem-me por me ter ido embora. Fui uma criança. É muito bom estar de novo com as miúdas que eu adoro."

A cantora, conhecida como a "Ginger Spice", referia-se ao facto de ter anunciado a sua saída das Spice Girls, há 21 anos, quando o grupo tinha um enorme sucesso. Na altura, ela disse que se sentia cansada e precisava de uma pausa e, mais tarde, no documentário Giving You Everything, explicou que se tinha distanciado do resto do grupo. "Senti que já não pertencia lá. Elas já não precisavam de mim e eu sentia-me redundante."

O pedido de desculpas surgiu agora, no 13.º e último concerto da digressão da reunião das Spice Girls, antes da última canção, Goodbye. Ao longo das últimas semanas, os concertos juntaram Geri, Mel C, Mel B e Emma (só faltou Victoria) 25 anos depois da formação da banda em 1994.

As últimas três noites da digressão foram passadas em Wembley. Perante 80 mil pessoas em cada noite, as Spice Girls interpretaram os seus maiores sucessos, de Spice Up Your Life a Wannabe, passando por Stop Righ t Now, num concerto que durou duas horas e meia. Um dos momentos mais emotivos desta última noite aconteceu com o tema Mamma, quando as cantoras trouxeram para o palco as suas próprias mães e também as suas crianças. Em Viva Forever, Emma Bunt começou a chorar. "É a última noite, estamos todas muito emotivas", justificou-se.

Mas final aquela não seria a noite da despedida: "Vemo-nos em fevereiro, na Austrália", anunciou Mel B no final, embora sem acrescentar mais pormenores sobre os próximos concertos a acontecerem já em 2020. Já há algum tempo que nas redes sociais se comentava a hipótese de o grupo ir à Austrália mas agora a hipótese é mesmo real. Este é o vídeo colocado por uma fã nas redes sociais que o confirma: