Plágio? Novo disco de Tony Carreira tem dueto com Rudy Peréz

Editado a 2 de novembro, o tema de apresentação do novo álbum do cantor, Cosas del Amor, é um dueto de Tony Carreira e Rudy Peréz, o cubano que foi acusado de plagiar -- e de quem é amigo há uma década.

A marcar 30 anos de carreira, As Canções das Nossas Vidas fazem um passeio pelos principais momentos musicais da vida do cantor. Nesse trabalho, que será lançado a 2 de novembro em duplo CD, vinil e CD/DVD -- com imagens dos concertos integrados na tourné que está a realizar pelo país, e que ainda o levará ao Multiusos de Guimarães, dia 10 de novembro, e por fim ao Altice Arena, a 16 e 17 --, não faltam os êxitos mais marcantes, como A Vida Que Eu Escolhi, Sonhos de Menino, Sem Ti Eu Não Sei Viver, Ai destino, ai destino ou Depois de Ti (Mais Nada).

E para apresentar o trabalho em que faz o resumo de 30 anos de sucesso, Tony escolheu nada menos do que um dueto com o amigo Rudy Peréz, autor de Después de Tí, Qué?, que foi acusado de plagiar. Um sinal para quem não acreditava que, como tem dito, o caso está arrumado e há anos que Tony e Rudy são amigos e até trabalham juntos ocasionalmente.

No ano passado, Tony Carreira foi acusado pela editora Companhia Nacional de Música de plágio em 11 temas de Rudy Peréz, um caso que, conforme explicou em entrevista ao DN, na verdade está resolvido há uma década.

Agora, para arrancar com o disco que marca os 30 anos de carreira, é precisamente um dueto com o cubano que faz o single de apresentação. Cosas del Amor é uma das três novas canções que foram incluídas no disco, que já está em pré-venda na Fnac -- com direito a assistir à antestreia do DVD nos Cinemas NOS, com presença de Tony Carreira (24 de outubro no Norteshopping, 25 no Braga Shopping e 28 no Colombo). Está ainda disponível na Worten Online uma edição limitada de 250 unidades de As Canções das Nossas Vidas com autógrafo do cantor.

Veja e oiça aqui o novo single Cosas del Amor

Será com um concerto com alinhamento muito especial que o artista encerra as comemorações dos 30 anos de carreira com dois concertos em Lisboa -- incluindo os seus maiores sucessos totalmente reorquestrados e Cosas del Amor tocado pela primeira vez ao vivo -- a 16 e 17 de novembro, antes da pausa no seu percurso musical, que anunciou que iria fazer no final deste ano. "Vou tirar umas feriazinhas de seis meses a um ano", explicou. E para descansar os fãs: "Tenho muitos projetos na cabeça."

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.