Mensagem do Dia Mundial: o teatro é o lugar "onde cabe o mundo inteiro"

O dramaturgo e encenador cubano Carlos Celdrán considera o teatro como um "país em si mesmo, onde cabe o mundo inteiro", na mensagem oficial da UNESCO para o Dia Mundial do Teatro, celebrado a 27 de março.

Carlos Celdrán é diretor do grupo Argos Teatro, de Havana, e o primeiro autor cubano convidado para escrever a mensagem do Instituto Internacional do Teatro (ITI), criado no âmbito Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Celdrán começou por falar daqueles que o ensinaram, guiaram e de quem herdou a "tradição única de viver o presente sem outra expectativa que a de alcançar a transparência de um momento irrepetível" e que, após vários anos de trabalho e "conquistas extraordinárias", foram desaparecendo. "Antes do meu despertar no teatro, os meus mestres já lá estavam. Tinham construído as suas casas e as suas poéticas sobre os restos das suas próprias vidas. Muitos deles não são conhecidos ou sequer lembrados: trabalharam a partir do silêncio, a partir da humildade das suas salas de ensaio e das suas salas cheias de espetadores (...)", prossegue Celdrán.

O encenador acredita que o teatro é um "país em si mesmo, um grande território onde cabe o mundo inteiro" e que é lá que ele existe, onde está o público, e onde tem os companheiros de quem precisa. "O meu país teatral, o meu e dos meus atores, é um país tecido por estes momentos em que deixamos para trás as máscaras, o medo de ser quem somos, e damos as mãos no escuro", continua.

Carlos Celdrán considera que é nos momentos de partilha com o público que constrói a sua vida, deixa de ser ele e percebe o significado do ofício de fazer teatro: "Viver instantes de pura verdade efémera, onde sabemos que o que dizemos e fazemos, ali, sob a luz da cena, é verdade e reflete o mais profundo e o mais pessoal de nós".

Celdrán reforça o significado do seu ofício mencionando, novamente, os "mestres de teatro" explicando que estes sabem que "não vale nenhum reconhecimento perante esta certeza que é a raiz do nosso trabalho: criar momentos de verdade, de ambiguidade, de força, de liberdade na maior das precariedades". "Por tudo isto, não me mexo, continuo em minha casa, junto dos meus próximos, em aparente quietude, trabalhando dia e noite, porque tenho o segredo da velocidade", concluiu Carlos Celdrán, que desenvolve a sua atividade em Havana.

Carlos Celdrán nasceu em Cuba, em 1963, e é encenador teatral, dramaturgo, educador teatral e professor.Entre 1988 e 2018 ganhou 16 vezes, em várias ocasiões, o prémio Cuban Theatre Critics, na categoria de 'Best Staging '. Em 2000 recebeu o prémio Distinção Nacional da Cultura Cubana e, em 2016, o prémio de Teatro Nacional de Cuba.

Carlos Celdrán é o primeiro cubano a ser responsável pela Mensagem Internacional para o Dia Mundial do Teatro. A sua mensagem vai ser lida em Portugal - à semelhança de teatros no mundo inteiro - em salas como o Theatro Circo, em Braga, o Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, e a Companhia Mascarenhas Martins, no Montijo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG