Exclusivo Leïla Slimani: "A guerra tem rosto de mulher"

A escritora franco-marroquina Leïla Slimani esteve em Portugal para apresentar o seu novo romance, O País dos Outros. É o primeiro volume de uma trilogia inspirada na sua família e na colonização francesa de Marrocos durante a II Guerra Mundial, que nos dois livros seguintes virá até ao presente. Também Domingos Amaral publicou um novo romance.

A escritora Leïla Slimani conta em O País dos Outros uma história que faz lembrar outra de Portugal do meio do século passado. Inspirada no desassombro da sua avó enquanto mulher, a autora percorre alguns dos momentos mais complexos da relação entre colonizados e colonizadores em Marrocos, retratando o racismo e a violência dos costumes e dos habitantes locais e dos franceses que para aí se vão instalar. A razão de ter começado a escrever esta trilogia deve-se à ausência de grandes panorâmicas literárias que permitam aos leitores conhecer certas épocas de uma história tão recente como ignorada. "Eu queria fazer um romance marroquino diferente daquilo que me tem sido possível ler", refere. "Sempre li sagas russas, sul-americanas e outras, e perguntava-me porque o meu país não tinha esse lugar nos romances", justifica.

Para chegar à versão final deste romance, Leïla Slimani leu "muitos autores do sul dos Estados Unidos, como Faulkner, outros da América do Sul, como Gabriel García Márquez e Vargas Llosa, porque essa situação existe também em Marrocos. Queria escrever uma saga como as que existem nesses países, para que os leitores tivessem direito a saber mais sobre o meu país, como eu própria conheço".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG