Israel. Descoberta cidade com 5000 anos

Segundo os arqueólogos, a cidade "cosmopolita e planeada", deverá datar da Idade do Bronze

Arqueólogos israelitas anunciaram este domingo ter descoberto uma grande cidade antiga com 5 000 anos no norte de Israel.

A Autoridade de Antiguidades de Israel disse que a cidade antiga foi descoberta durante os preparativos para construir uma autoestrada perto de Harish, 50 quilómetros a norte de Telavive.

Os arqueólogos designaram-na de "cidade cosmopolita e planeada" e consideram que data do início da Idade do Bronze. Ocupava 65 hectares e aí habitaram cerca de 6 000 pessoas.

Os investigadores dizem ter descoberto um templo ritual incomum, com ossos de animais queimados - prova de ofertas sacrificiais - e uma estatueta de uma cabeça humana, assim como fragmentos de cerâmica, ferramentas de pedra e vasos.

Segundo os investigadores, as descobertas dão uma nova visão sobre o período em que populações rurais começaram a reunir-se em ambientes urbanos.

Exclusivos

Premium

Vida e Futuro

Formar médicos no privado? Nem a Católica passa no exame

Abertura de um novo curso de Medicina numa instituição superior privada volta a ser chumbada, mantendo o ensino restrito a sete universidades públicas que neste ano abriram 1441 vagas. O país está a formar médicos suficientes ou o número tem de aumentar? Ordem diz que não há falta de médicos, governo sustenta que "há necessidade de formação de um maior número" de profissionais.