Ler um livro na cabine da PT

Santa Maria Maior ganhou hoje uma microbiblioteca numa cabine telefónica, fruto de iniciativa da Fundação PT em parceria com a junta

Valorizar a leitura "como direito humano e condição do livre exercício da cidadania cultural" é o mote sob o qual a Altice Portugal, através da Fundação PT, inaugurou hoje a primeira microbiblioteca na zona histórica de Lisboa, nascida a partir de uma antiga cabine telefónica. Com presença do presidente executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, do presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Miguel Coelho, e da subcomissária do Plano Nacional de Leitura, Elsa Conde, foi sublinhado o papel do livro enquanto "ferramenta fundamental de apoio à literacia e ao sentido crítico que uma sociedade tecnológica e tão rica em informação exige".

Tal como as outras duas dezenas de microbibliotecas já distribuídas um pouco por todo o país, incluindo Açores e Madeira, também esta é dinamizada pela Fundação PT, que reaproveita antigas cabines telefónicas e, em parceria com entidades autárquicas ou outras, "assegura a sua adaptação, colocação e dinamização com o objetivo de estreitar laços comunitários, exercitar a cidadania e fomentar a leitura num espaço totalmente inesperado, com o mote: Levar, doar, ler, devolver", explica a Fundação.

"Por mais gigas que possam ser consumidos na rede da Altice Portugal, não é comparável nem será mensurável o valor aportado pelo livro e a leitura na formação e na construção do pensamento, desde a raiz, desde as primeiras leituras, desde a escolaridade infantil. É nesse pressuposto que a Altice Portugal, através da Fundação PT, endereça este projeto, enquadrado numa lógica de responsabilidade social e enraizamento da cidadania", comentou no evento Alexandre Fonseca.

Autênticas bibliotecas comunitárias, as antigas cabines telefónicas da Altice Portugal permitem materializar uma iniciativa de promoção da leitura pela integração no seu interior, não de um telefone público, mas de um conjunto de livros, numa consagração do ato de ler.

"Integrar na freguesia que reúne os bairros mais emblemáticos de Lisboa a microbiblioteca da Altice Portugal evidencia a preparação e a vocação de Santa Maria Maior para acolher projetos de cariz cultural e, com a particularidade deste, com enfoque no valor não mensurável, mas essencial, da leitura", reagiu o Presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Miguel Coelho, que não quis faltar à inauguração.

Ler mais

Exclusivos