Festival de Cannes cancelado

O maior festival de cinema do mundo não terá a sua edição de 2020: Thierry Frémaux, delegado-geral de Cannes, anunciou o cancelamento da 73ª edição do certame, sublinhando que não haverá qualquer alternativa online.

Agora, é mesmo definitivo: depois de alguns adiamentos e outras tantas especulações sobre a hipótese de um "certame virtual", a 73ª edição do Festival de Cannes está definitivamente cancelada devido à pandemia de covid-19.

A notícia foi dada pelo delegado-geral do festival, Thierry Frémaux, em entrevista à revista "L'Obs", considerando que nada pode substituir o encontro cinéfilo que define um evento deste género. Mais do que isso: reafirmando o valor insubstituível da apresentação dos filmes no "grande ecrã".

Quando do último adiamento, também as secções paralelas de Cannes - Quinzena dos Realizadores, Semana da Crítica e ACID - tinham já cancelado todos os seus projetos para 2020. Agora, o único evento ligado ao festival que se mantém é o Mercado do Filme, a acontecer, em edição virtual, entre 22 e 26 de junho.

Lembrando que a organização do certame não deixou de cumprir as suas tarefas de apreciação de filmes (a partir de cerca de 1500 títulos apresentados à organização), Frémaux acrescentou que, brevemente, será divulgada a seleção, de modo a apoiar publicamente os filmes que, assim se espera, poderão vir a ser lançados em salas escuras.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG