Fechado em casa, Banksy pinta na parede da sua casa-de-banho

O artista pintou uma invasão de ratos em sua casa. O CCB também está online. E este ano não há festivais de música devido à pandemia, mas há um documentário que nos leva a Coachella.

Há ratos na casa-de-banho de Banksy

O que faz um artista de rua quando é obrigado a ficar em casa? Banksy, o artista conhecido pelos seus murais (muitas vezes políticos) que pinta, ilegalmente, nas paredes de várias cidades, mostrou-nos a sua pintura mais recente, feita durante o isolamento: imaginou que a sua casa-de-banho tinha sido invadida por ratos - um animal que costuma aparecer nas suas obras, como uma referência metafórica às pestes que atingem a sociedade - e que estavam a brincar com o papel higiénico, a destruir o espelho e a sujar a sanita. Na legenda escreveu: "A minha mulher odeia que eu trabalhe a partir de casa".

Este ano não vamos a Coachella?

Teria acontecido agora em abril. Rage Against the Machine, Travis Scott e Frank Ocean eram alguns dos músicos confirmados para o festival de Coachella de 2020. Mas, não havendo concertos nem festivais (nem agora nem nos tempos mais próximos), resta-nos ver no YouTube este belíssimo documentário: Coachella: 20 Years in the Desert, realizado e produzido por Chris Perkel, que nos conta os mais de 20 anos de história deste festival, cuja primeira edição aconteceu em 1999. A ideia maluca de fazer um festival de música no meio do deserto, em Indio, no interior da Califórnia, acabou por dar origem a um evento incontornável, quer para os músicos quer para os fãs. Todos os anos mais de 250 mil pessoas compraram bilhetes para assistisr aos concertos de nomes como Moby, Beyoncé, Paul McCartney, Billie Eilish, Madonna, Guns n'Roses, Beck, Björk, Beastie Boys, Prince - é impossível dizer todos os músicos que já passaram por lá. Talvez para o ano a música volte ao deserto:

CCB - uma "cidade digitial"

O CCB - Centro Cultural de Belém tem aproveitado estes dias de portas fechadas para recordar, no seu site e na página de Facebook, espetáculos, exposições, conferências e outras atividades recentes: desde o espetáculo infantil Às Cavalitas do Vento, de Étienne Lamaison e Sylvain Peter, à exposição O Mar É A Nossa Terra (A construção sensível da linha da costa). Os amantes de música têm também aqui uma oportunidade única para conhecer melhor o trabalho e o repertório da orquestra Divino Sospiro:

Veja aqui mais sugestões culturais para a quarentena.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG