Estilista japonês Issey Miyake morre aos 84 anos

A funcionária da empresa do estilista anunciou a morte de Miyake não referiu detalhes sobre o falecimento. O funeral de Miyake já aconteceu e não há planos de uma cerimónia pública.

O estilista japonês Issey Miyake, que teve uma carreira de sucesso de mais de meio século, faleceu aos 84 anos, anunciou esta terça-feira uma funcionária da sua empresa em Tóquio.

"Ele morreu na noite de 5 de agosto", disse a fonte pelo telefone à AFP, sem revelar a sua identidade. Também não anunciou detalhes sobre o falecimento de Miyake.

O funeral de Miyake já aconteceu "apenas na presença de familiares", de acordo com seus desejos, e não há planos de uma cerimónia pública, acrescentou.

O A emissora pública NHK e outros meios de comunicação japoneses relataram a notícia da sua morte, com o jornal Asahi Shimbun e outros meios de comunicação afirmaram que ele morreu de cancro no fígado.

Miyake integrou o grupo de jovens estilistas japoneses que deixou sua marca em Paris na década de 1970.

Ele foi pioneiro no uso de roupas confortáveis de alta tecnologia, deixando de lado a grandiosidade da alta-costura em favor do que ele chamava simplesmente de "fazer coisas".

Nascido em Hiroshima em 1938, Miyake tinha sete anos quando os Estados Unidos lançaram uma bomba atómica na sua cidade em agosto de 1945.

Sobreviveu à explosão que deixou quase 140.000 mortos e abriu a porta para o fim da Segunda Guerra Mundial, após o lançamento de outra bomba nuclear contra Nagasaki, três dias depois.

"Eu nunca escolhi compartilhar as minhas memórias ou pensamentos daquele dia", escreveu Miyake no New York Times em 2009. "Tentei, embora sem sucesso, deixá-las para trás, preferindo pensar em coisas que podem ser criadas, não destruídas, e que trazem beleza e alegria."

Ele criou o Miyake Design Studio em 1970 em Tóquio e pouco depois abriu sua primeira loja em Paris.

Na década de 1980, no auge da carreira, Miyake começou a experimentar com materiais como plástico, metal, arame e até papel artesanal japonês.

Entre suas invenções estavam a linha "Pleats Please", itens permanentemente plissados que não ficam amarrotados, os triângulos futuristas da bolsa "Bao Bao" e o conceito "A-POC (A Piece Of Cloth)" - usando computadores para cortar roupas inteiras sem costuras.

Fez também mais de 100 golas pretas para o co-fundador da Apple, Steve Jobs.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG