"A minha vida era boa, não posso ganhar sempre." Carrie Underwood revela que sofreu três abortos

Cantora norte-americana está grávida do segundo filho, aos 35 anos. Em entrevista à CBS revelou as dificuldades que enfrentou para engravidar

Carrie Underwood revelou em entrevista que desde o início do ano passado sofreu três abortos. A cantora que está​​​​​ grávida do segundo filho falou pela primeira vez das dificuldades que enfrentou, numa entrevista emotiva. Aos 35 anos, Carrie Underwood falou abertamente sobre o momento "baixo" que viveu no último ano.

Todo este drama familiar foi vivido enquanto a artista trabalhava no seu novo disco, Cry Pretty, lançado a 14 de setembro, que a própria reconhece espelhar alguns desses momentos. "2017 não correu como imaginava", começa por recordar. Carrie Underwood conta que tinha planeado fazer um álbum novo e ter o seu segundo filho, no ano passado. "Engravidámos no início de 2017, mas não resultou. Acontece e no início pensámos apenas 'ok Deus, apenas não é o teu tempo, e está tudo bem'. Voltámos a engravidar e não resultou."

A última gravidez falhada foi no início de 2018. E foi aí que a cantora, casada desde 2010 com o jogador de hóquei Mike Fisher, começou a entrar em desespero: "Nessa fase pensei, 'ok, qual é o problema? O que é isto?'." Nesse momento, estava no processo de escrita das novas músicas e acabou por espelhar esses momentos em que estavam a acontecer "coisas horríveis" na sua vida privada e ao mesmo tempo tinha de estar no seu melhor em termos profissionais.

Antes de perceber que estava tudo bem com esta gravidez, a vencedora do American Idol 2005, pensou que mais uma vez tinha abortado e foi aí que, confessa, se zangou com Deus. "Sempre tive medo de ficar zangada, porque somos tão abençoados. O meu filho, Isaiah [de 3 anos], é a coisa mais doce. É a melhor coisa do mundo. E eu pensava 'se não puder ter mais filhos, está tudo bem, porque ele é fantástico'. E tenho esta vida maravilhosa. A sério, de quê que me poderia queixar? Não posso. Tenho um marido incrível, amigos incríveis, um emprego incrível e um filho incrível. Posso estar zangada? Não."

Mas, "fiquei zangada". E na noite em que pensava que tinha tido mais um aborto, Carrie conta que foi deitar-se com o filho e chorou - "não sei como não o acordei, estava a soluçar" - e rezou. "Pela primeira vez senti que disse a Deus o que realmente sentia." Dois dias depois o médico confirmou que estava tudo bem e a cantora acabou por anunciar a sua gravidez, em agosto.

Com a gravidez a correr bem, Carrie está a promover o seu novo disco e tem programada uma tournée na próxima primavera.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG