Veículo-robô chinês aterrou com sucesso em Marte

O Zhurong, de seis rodas, tinha como alvo a "Utopia Planitia", um vasto terreno no hemisfério norte do planeta que se acredita ter sido um mar ou um lago.

A China pousou com sucesso um veículo-robô no solo de Marte, anunciaram na manhã deste sábado os media chineses. Na aterragem - uma operação de grande complexidade - foi usada uma combinação que juntou uma cápsula protetora, pára-quedas e uma plataforma de foguete.

O robô Zhurong, de seis rodas, tinha como alvo a "Utopia Planitia", um vasto terreno no hemisfério norte do planeta que a comunidade científica internacional acredita ter sido um mar ou um lago há biliões de anos.

O presidente chinês, Xi Jinping, já deu os parabéns à CNSA, a agência espacial chinesa, pela "notável conquista".

Também Thomas Zurbuchen, chefe de ciência NASA, a agência espacial norte-americana, congratulou a missão chinesa: "Com a comunidade científica global, espero as contribuições importantes que esta missão fará para a compreensão do Planeta Vermelho", escreveu na rede social twitter. A agência espacial russa Roscosmos disse que o sucesso é um bom presságio para sua futura cooperação com a China.

A China é o primeiro país, depois dos Estados Unidos, a conseguir fazer aterrar e manter a comunicação com o veículo aterrado em Marte.

Atualmente está em curso a missão ExoMars, uma parceria entre a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Agência Espacial Federal Russa (Roscosmos) que pretende também fazer aterrar um robô em solo marciano, objetivo apontado para 2022.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG