Rui Moreira reúne-se amanhã com estruturas culturais "amplamente prejudicadas"

O Presidente da Câmara do Porto convocou os agentes culturais da cidade depois de serem anunciados os resultados provisórios do Programa de Apoio Sustentado 2018-2021 da Direção-Geral das Artes

"Em causa estão dezenas de companhias e festivais culturais que correm o risco de desaparecer", lia-se numa nota publicada no portal da Câmara do Porto na última sexta-feira, reagindo à publicação dos resultados provisórios do Programa de Apoio Sustentado 2018-2021 da Direção-Geral das Artes (DGArtes), anunciando que das 89 estruturas a concurso, apenas 50 receberiam financiamento.

De acordo com os resultados provisórios do concurso, relativo ao setor do teatro, no Porto ficaram de fora deste financiamento plurianual do Estado as companhias Seiva Trupe, Teatro Experimental do Porto, a Pé de Vento, o Festival Internacional de Marionetas e o Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica.

Após a comunicação da decisão aos concorrentes, segue-se a fase de audiência de interessados, na Direção-Geral das Artes, durante a qual as estruturas podem reclamar dos resultados, sendo esperada a comunicação da decisão final entre o final de abril e o início de maio.

De acordo com o portal da Câmara do Porto, as decisões da Direção-Geral das Artes "estão a provocar a indignação de muitas companhias e organizações e foram já motivo de conversas entre Rui Moreira e o ministro da Cultura, na semana passada".

O CENA-STE, Sindicato dos Trabalhadores de Espetáculos, do Audiovisual e dos Músicos, a Rede - Associação de Estruturas para a Dança Contemporânea, a Plateia - Profissionais Artes Cénicas, e o Manifesto em Defesa da Cultura, num comunicado conjunto divulgado na última semana anunciam que vão decorrer ações de protesto na próxima sexta-feira em Lisboa e no Porto, "na sequência dos resultados dos concursos de apoio às artes da DGArtes".

"Outras ações no mesmo ou noutro dia e em mais cidades do país, poderão ser entretanto confirmadas", acrescentam as diferentes estruturas, que marcaram já uma conferência de imprensa, na terça-feira pelas 20:30, na sede do CENA-STE, em Lisboa.

O Teatro Experimental do Porto é uma das 39 estruturas de teatro excluídos do apoio da DGArtes e irá recorrer, anunciou neste fim de semana a companhia profissional mais antiga de Portugal, que comemora 65 anos de atividade em junho. As companhias têm até 13 de abril para recorrer, e os resultados definitivos do Programa de Apoio Sustentado 2018-2021 da Direção-Geral das Artes deverá ser conhecido no final de abril ou início de maio.

Exclusivos