Pádua concede honoris causa a Manuel Alegre

O poeta foi homenageado na Universidade italiana por uma obra dedicada à resistência e luta pela liberdade

O poeta Manuel Alegre recebeu esta manhã o doutoramento Honoris Causa pela Universidade de Pádua, em Itália. Num discurso emocionado agradeceu aos leitores da sua obra e homenageou os grandes autores de língua portuguesa em todos os continentes em que é falada. Antes, o reitor que lhe outorgou o doutoramento em Línguas e Literatura e Europeias e Americanas, destacou a defesa do ideal de liberdade, o principal objetivo desta instituição nascida no século XIII.


Antes de Manuel Alegre só o português Damião de Góis tinha sido homenageado deste modo pela Universidade de Pádua.


No seu discurso Alegre referiu que a sua idade vai "avançada " e que tem a "sensação de ter sido várias pessoas na mesma pessoa" mas a existência de uma cátedra com o seu nome nesta cidade é uma das homenagens mais importantes que a sua obra recebeu.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.