Portimão. Peixe e marisco são os reis da festa pela mão de 26 chefs

O Arrebita volta a levar à zona histórica de Portimão, no próximo fim de semana, várias propostas gastronómicas dos melhores cozinheiros e chefs a trabalhar em Portugal. A criatividade é o prato forte da ementa.

Almôndegas de choco, tosta de sardinhas ou de mexilhões, melancia fermentada ou bolas de Berlim com gambas são algumas das iguarias que serão dadas a provar durante o fim de semana em Portimão, em mais uma edição do Arrebita. Alguns dos melhores chefs do país, alguns de restaurantes com estrelas Michelin, outros especialistas na cozinha algarvia e outros que escolheram Portugal para trabalhar, vão preparar 26 pratos criativos em que o peixe e o marisco da nossa costa são os ingredientes principais.

A mesa vai estar posta na zona histórica da cidade, a ocupar as ruas do Comércio e Vasco da Gama. A entrada será gratuita e far-se-á pela Praça da República (Alameda). E entre as 18h00 e as 23h00 será possível degustar todas as criações gastronómicas disponíveis, diferentes de um dia para o outro. Portanto, antes de ir, o melhor é espreitar a ementa e decidir se prefere as propostas de sábado ou de domingo. O mais provável é querer ir nos dois dias.

O sábado é marcado pela presença do chef André Cruz, que recentemente assumiu a cozinha do Feitoria, situado no Altis Belém, em Lisboa, com uma estrela Michelin, apresentará uma Salada de feijão verde, crustáceos, percebes e peixe-rei frito. Mas há muito mais para provar, como Sardinhas Panadas com cebola em escabeche e pão frito (proposta de Pedro Monteiro da Tasca Baldracca, em Lisboa), Almôndegas de choco com salada do mar (de Mauro Loureiro, pela NX Hotelaria), Tosta de Mexilhões, malagueta e aioli (do britânico Shay Ola, do restaurante Queimado, na Costa da Caparica) ou Cavala com tomatada de coentros e molho branco (uma criação de Wilson Costa, da Amendoeira Clubhouse, em Alcantarilha). Isto nos peixes.

Nas carnes, Bernardo Agrela, do West Mambo, em Lisboa, propõe Kebab de Borrego 2.0, enquanto Milton Anes, do Bica do Sapato, também em Lisboa, promete surpreender com um Bao de porco ibérico "bulgogi", remoulade de raiz de aipo fumado e molho aigrette. Maurício Vale (do Soi, em Lisboa), um dos três repetentes no evento - a par dos chefs Louis Anjos e João Marreiros - apresenta Asas de frango coreanas.

Nas sobremesas, Micael Duarte, do Ofício, em Lisboa, oferece uma Dirty Cookie.

Para domingo, o chef do estrelado Al Sud, em Lagos, Louis Anjos, propõe uma Bola de Berlim com gamba da Costa, abacate e laranja, num equilíbrio que garantem ser perfeito entre o doce e o salgado. Mas a criatividade não fica por aqui e poderá experimentar os Croquetes de choco e alho negro, de Paulo Carvalho (O Zagaia / O Batel, em Sesimbra), o Brioche com Sarrajão, pepino e laranja com maionese de ostra, do chef local Nuno Martins (NUMA, Portimão), ou a Tosta de Sardinha, salsa e lardo de António Galapito (Prado, Lisboa).

No capítulo das carnes, a chef nómada Alessandra Borsato leva até Portimão as suas Arepas recheadas com pão de milho, cachaço de porco, chimichurri de nectarinas e queijo da ilha. Rui Sequeira (Alameda, Faro) sugere um Steamed Bun de Cachaço de porco preto e maionese do mar, e o italiano Silvio Armanni (Libertà, Lisboa) regressa às origens prepara Casoncelli alla Bergamasca, ravioli de carne caseiros, pancetta, sálvia, manteiga e parmesão.

O chef Luís Gaspar (Sala de Corte, Lisboa) sugere para sobremesa um doce com figos do Algarve, amêndoa e iogurte.

Já na sua terceira edição, o Arrebita pretende ser uma montra da criatividade dos cozinheiros e chefs ao nível do street food. Cada prato tem o custo de seis euros mas este ano não haverá dinheiro, já que o evento funcionará através de um sistema de cashless, estando disponíveis vários pontos de compra de cartões de consumo e carregamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG