A mariscada que todos merecemos

Nada se equipara ao prazer de debulhar marisco em família ou com amigos e são muito poucos os que moram perto das melhores lotas e praças para satisfazer os apetites das estivalidades ao longo do ano. Com a nova ventura da Nutrifresco que dá pelo nome de Peixe à Porta, acontece mesmo quando quisermos.

Eternizada em mil gravuras de outrora, a figura da peixeira a vender de porta em porta é irredutivelmente coisa muito do legado lisboeta, com a qual no entanto contávamos como se de um serviço público se tratasse. Tínhamos os nossos templos marisqueiros, que frequentávamos com muito prazer, mas quando a peixeira passava, havia uma parte de nós que de imediato se punha em festa; eram os tempos da "toalha à beira-mar estendida" do fado Lisboa menina e moça. Não há quem não tenha incrustada na alma a versão de Carlos do Carmo sempre pronta para passar. ou cantar. As principais praças de peixe, de que o coração me força a distinguir a do Mercado 31 de Janeiro, ou "Açucena Veloso" como saudavelmente o município soube rebaptizar, têm clientela fixa e firme, e souberam adaptar-se ao mundo digital das entregas ao domicílio nas variantes particular e profissional, com nível excelente de serviço e preços competitivos. A excelência no retalho a particulares está definitivamente a fixar-se na net e oferta online, com gigantes na qualidade e conhecimento a tratar-nos nas palminhas nas nossas casas.

Parece um sonho, mas basta digitar peixeaporta.pt para perceber que é tudo bem real e que o cosmos disponível para os grandes está aqui mesmo ao dispor dos pequenos.

Pedro Bastos, algarvio de gema, é dos que mais sabe do seu ofício e juntamente com sua irmã Ana montou um dos mais felizes negócios que conheço, sob o singelo nome de Peixe à Porta. A empresa mãe, Nutrifresco, é bem conhecida dos chefs Michelin e são fornecedores habituais da alta restauração em todo o país. A frescura é obsessão e como explica Pedro, "para mim peixe fresco é o que dormiu no mar e no dia está à mesa". Faltava-lhes o braço doméstico para entrar em casa dos clientes e corresponder na mesma medida profissional aos seus desejos e necessidades. Parece um sonho, mas basta digitar peixeaporta.pt para perceber que é tudo bem real e que o cosmos disponível para os grandes está aqui mesmo ao dispor dos pequenos.

Gostosamente inédito

O primeiro passo que deve fazer é registar-se no site, para que as suas preferências pessoas, dados de contacto, e historial de cliente fiquem no sistema. Depois - ou antes, se assim entender, pode explorar o incrível manancial de informação disponível sobre cada peixe ou marisco individualmente. Pedro Bastos tem o site em constante atualização, mas é já notável o nível atingido, um autêntico regalo para quem como eu gosta de informação precisa mas não tem tempo para a informação excessiva. Muito do que vi no site, de resto, tenho normalmente de procurar em livros, mas acontece frequentemente dispersar-me por não encontrar logo o que procuro. Os irmãos Bastos sabem bem o que nos faz falta para ser felizes e adivinhando-nos o pensamento fornecem tudo quanto baste. A dualidade peixe de mar vs. peixe de viveiro é recorrente e justifica as disparidades de preço, e nessa vertente é tudo claro. O marisco congelado é boa compra quando recomendado pelo sistema, pois somos informados da proveniência e história do que nos está a ser proposto. Era, há apenas alguns meses, uma fragilidade da Peixe à Porta, por não possuírem ainda viveiros próprios e por isso estavam dependentes do que o mercado disponibilizava. A nova base instalada de viveiros, juntamente com a técnica vanguardista de congelação proposta, aguçaram-me a curiosidade e fui procurar nos "cabazes" o que estava disponível em termos de marisco. O final do Verão aguça o apetite e a vontade de uma mariscada em casa.

Encontrei duas opções: O Cabaz Mariscada (63,30 euros) traz 1kg de Berbigão; 1kg de Ostras da Ria Formosa; uma Sapateira ou Santola viva (600-700g), 500g de Gamba fresca da Costa (congelada, se a fresca não estiver disponível); 1kg de percebes de Sagres ou 1kg de carabineiros. Regala bem quatro comensais de bom gosto e sendo apenas dois à mesa a opção correcta é o Cabaz Marisquinho (29,90 euros). Neste caso inclui: 1kg de berbigão; 1kg de mexilhão; uma sapateira ou santola viva (600-800g); e 500g de gamba fresca da Costa (congelada, se a fresca não estiver disponível). A força e qualidade da oferta da Peixe à Porta só se vão aquilatar devidamente na continuidade da relação, mas quanto mais os puser à prova, maior - e melhor - vai ser a surpresa. Eu, cliente indefetível, me confesso!

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG