Universitários de Lisboa pagam em média 367 euros por arrendamento de quarto

Segundo a plataforma Uniplaces, arrendar um quarto no Porto é em média de 284 euros, enquanto em Coimbra atinge os 197 euros

O valor médio pago pelos estudantes para arrendamento de um quarto, em casa partilhada, na cidade de Lisboa situou-se nos 367 euros durante o trimestre que antecedeu o início do ano letivo 2018/19, revelou esta terça-feira a plataforma online Uniplaces.

Com base nos dados de arrendamento registados durante o terceiro trimestre deste ano nas cidades de Lisboa, Porto e Coimbra, a Uniplaces indicou que "mais de 4600 estudantes encontraram alojamento seguro através da plataforma, só em Portugal".

Relativamente à cidade de Lisboa, a plataforma online de arrendamento a universitários avançou que 82% da procura foi direcionada a "um quarto privado em casa partilhada com outros estudantes", verificando-se que o valor médio para esta modalidade de arrendamento foi de 367 euros e a duração média de estadia reservada foi de cinco meses, com as zonas de Arroios, Saldanha e Alameda a serem mais procuradas pelos estudantes.

Na cidade do Porto, a renda média para o arrendamento de um quarto privado em casa partilhada foi de 284 euros, "com a procura desta modalidade a dominar mais uma vez as pesquisas (71%)", informou a Uniplaces, referindo que as três zonas com mais arrendamentos na foram Paranhos, Cedofeita e Bonfim.

Das três cidades analisadas, Coimbra foi a que apresentou o valor médio mais baixo para o arrendamento de quarto em casa partilhada, que se situou nos 197 euros, no entanto os estudantes procuraram sobretudo esta modalidade de arrendamento (62%), embora "a procura de propriedade completa seja superior à registada nas cidades de Lisboa e Porto", com maior procura nas zonas de Montes Claros, Baixa e Cidral.

Ainda sobre os dados de arrendamento durante os meses de julho, agosto e setembro, "26% das reservas no país foram realizadas por estudantes de nacionalidade brasileira, com uma renda média de 399 euros para o arrendamento de um quarto privado em casa partilhada", apurou a plataforma.

Depois dos estudantes brasileiros, foram os portugueses, os espanhóis e os italianos os que mais reservaram através da plataforma, segundo os dados.

Criada por portugueses em 2012, a plataforma de alojamento universitário Uniplaces permite aos proprietários e senhorios a rentabilização dos imóveis junto do mercado de arrendamento universitário, que tem vindo a crescer nos últimos anos, em várias cidades universitárias da Europa.