Número de mortes do coronavírus ultrapassa os 1600. Portugueses em isolamento foram para casa

Balanço no dia em que os portugueses que estavam em isolamento saíram do hospital. Antes disso, receberam a visita da ministra da Saúde.

A China reviu em alta o número de mortes e infetados pelo novo coronavírus (mais de 1600 mortos e 1843 novos casos).

É o balanço mais recente neste dia, em que a ministra da Saúde, Marta Temido, deslocou-se ao Hospital Pulido Valente, em Lisboa, para agradecer aos 18 portugueses e duas atletas brasileiras por terem decidido voluntariamente cumprir os 14 dias de quarentena, depois de terem sido evacuados da China. Também nessa reunião esteve a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas.

Em conferência de imprensa, a responsável pela Direção-Geral de Saúde deu oficialmente por terminado o "período de isolamento profilático", uma vez que "todos os testes deram negativo" e as duas dezenas de pessoas mostraram-se "assintomáticas".

Durante este período de quarentena voluntária, estas pessoas não puderam receber visitas de familiares e amigos e só tinham contacto com os médicos e enfermeiros que os visitavam duas vezes por dia.

Os 20 cidadãos repatriados vieram da China e chegaram a Lisboa em 2 de fevereiro. Foram feitas análises duas vezes e de ambas os resultados foram negativos para o Covid-19.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG