Intervenção no sistema de prescrição eletrónica não vai afetar acesso a medicamentos

A Associação Nacional das Farmácias alertou para o facto de o sistema de prescrição eletrónica estar a sofrer uma intervenção este fim de semana e de tal afetar o acesso aos medicamentos. O Ministério da Saúde já veio dizer que foi criado um plano de contingência para minimizar o impacto

"Não haverá risco de algum cidadão ficar sem acesso a cuidados de saúde" nem a "dispensa de medicamentos". Esta foi a resposta dada pelo Ministério da Saúde ao alerta lançado pela Associação Nacional das Farmácias (ANF) de que o acesso a medicamentos poderia ser prejudicado pela intervenção que está a ser feita este fim de semana no sistema informático da Saúde.

Em comunicado, os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) explicam que se trata de uma intervenção técnica "de elevada complexidade na infraestrutura EXADATA", com objetivo de "melhorar a performance, ampliando a acessibilidade e beneficiando todo o sistema informático".

"A preparação desta intervenção decorre há várias semanas, envolvendo as diversas instituições do Serviço Nacional de Saúde, Associações Nacionais e Ordens Profissionais em todo o processo, de forma a mitigar possíveis constrangimentos através da ativação das medidas de contingência necessárias", aponta o SPMS.

A ativação do plano de contingência está decorrer entre as 14:00 deste sábado e as 08:00 de domingo.

"A escolha do horário em que decorre a intervenção, foi a pensar na redução do eventual impacto na vida dos cidadãos e de acordo com os vários fusos horários dos técnicos especialistas internacionais envolvidos, remotamente, nesta intervenção", justifica o SPMS.

Esta manhã a ANF disse que os sistemas informáticos de suporte às receitas eletrónicas iam ser desligados precisamente entre as 14:00 de hoje e as 08:00 de domingo, pedindo aos doentes para tentarem aviar antes as receitas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG