Há quase mais dois mil candidatos ao ensino superior do que em 2018

As estatísticas voltaram a superar a fasquia dos 50 mil, depois da queda de quase três mil candidaturas no ano passado. Só nesta primeira fase, há quase tantos candidatos quanto vagas.

As candidaturas à 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior terminaram esta terça-feira, com 51 291 candidatos, mais 1666 do que no ano passado (49 625), de acordo com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES). Uma recuperação depois da quebra de cerca de três mil candidatos de 2017 para 2018 e que o gabinete do ministério considera ser "um sinal positivo na evolução dos últimos anos", de acordo com o comunicado enviado às redações. Em 2017, chegou mesmo às 52 580 candidaturas na 1.ª fase, aproximando-se da situação registada nos anos de 2008 a 2010.

Se até ao quinto dia de candidaturas deste ano o número se manteve abaixo do mesmo registado no período homólogo, a partir do sexto dia as estatísticas mudaram e desde então que foram superando as do ano anterior. À exceção do primeiro dia, em que se registaram 6830 alunos, o sexto dia foi aquele com mais candidaturas (3686).

As candidaturas ao ensino superior sofreram uma queda considerável durante o período de assistência financeira a Portugal. O ano de 2013, por exemplo, foi aquele com menor número de candidatos na última década, abaixo dos 40 500 candidaturas. Durante o período troika, registou-se ainda uma quebra nas matrículas dos estudantes que ingressaram no superior, que acabariam por desistir dos cursos por falta de condições económicas.

O número de vagas disponibilizadas este ano para o ensino superior (51 568) praticamente não sofreu alterações relativamente ao ano transato (51560), com um acréscimo mínimo de oito vagas. Há, por isso, quase tantos candidatos à 1.ª fase quanto vagas. O Ministério do Ensino Superior reivindicou o corte de vagas em instituições de maior pressão demográfica, Porto e Lisboa, já concretizado em 2018. O objetivo é escoar os estudantes para zonas e instituições tradicionalmente menos procuradas.

A segunda fase do concurso de acesso ao ensino superior inicia-se já no próximo dia 9 de setembro, o mesmo dia em que serão conhecidas as colocações da 1.ª fase. As candidaturas decorrerão até ao dia 20 de setembro, através do portal da Direção-Geral do Ensino Superior.

De acordo com os dados do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, atualmente cerca de 46% dos jovens de 20 anos frequentam o ensino superior. O governo tem como meta garantir que 6 em cada 10 jovens de 20 anos frequentam o ensino superior até 2030.