Esta é a melhor noite para observar Júpiter. Só precisa de uns binóculos

Em oposição ao Sol, Júpiter apresenta um brilho mais intenso na noite desta segunda-feira. O fenómeno pode ser apreciado em todo o mundo.

Esta segunda-feira, dia 10 de junho, é o melhor dia para contemplar Júpiter e as suas quatro maiores luas. Contudo, se não conseguir, terá outras oportunidades, já que o maior planeta do sistema solar vai parecer maior e mais brilhante durante todo o mês de junho, podendo ser facilmente observado em qualquer parte do mundo. Segundo a Nasa, basta uns binóculos ou um pequeno telescópio para observar o planeta, as suas luas e talvez até as nuvens que o circundam.

A "joia brilhante a olho nu", conta a Nasa, encontra-se esta segunda-feira à noite em oposição ao Sol para os observadores terrestres, um fenómeno que ocorre quando Júpiter, a Terra e o Sol estão alinhados, com a Terra no meio. Desta forma, o planeta surge bastante mais brilhante do que o habitual, na mesma posição da lua cheia.

Ao DN, Rui Agostinho, diretor do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), confirma que "esta é a altura em que o planeta se vê melhor, porque está relativamente mais próximo" da Terra. Júpiter "estará brilhante", prossegue, sendo que "para se ver o mais alto possível no céu será por volta da 01.40".

"Para ver as luas não precisa de ser hoje, pode ser em qualquer altura, mas, para se ver o disco planetário maior, ajuda o facto de o planeta estar em oposição", explica Rui Agostinho. Contudo, se não for possível contemplar o maior planeta do sistema solar esta noite, este pode ser visto amanhã ou durante a semana, pois "a Terra só anda um grau por dia".

O diretor do OAL confirma que com os binóculos já é possível ver as maiores luas de Júpiter, "mas, se quiser ver detalhes da superfície do planeta, é bom usar outro equipamento, como um pequeno telescópio". Só assim será possível visualizar também a Grande Mancha Vermelha.

A oposição ocorre esta noite, mas a Nasa reforça que os dias próximos de 10 de junho são datas igualmente boas para observar o planeta e as suas quatro luas (Io, Europa, Calisto e Ganímedes).

De acordo com a mesma fonte, entre 14 e 19 de junho será possível contemplar o alinhamento da Lua com Júpiter e Saturno.

Para uma melhor observação do planeta e das suas luas, o melhor é fugir dos centros urbanos e procurar um local com pouca poluição luminosa.

Exclusivos