Com pandemia a crescer, Governo relança #Estudo em Casa 2020/2021

Em parceria com a RTP, e num momento em que os números da pandemia disparam, o Ministério da Educação relança o programa de ensino à distância, que diz ser "complementar" ao ensino presencial. Esta nova fase terá uma incidência particular no Ensino Básico.

#EstudoEmCasa 2020/2021, "O teu companheiro de escola", é a reedição do ensino à distância em parceria com a RTP Memória, à semelhança do que aconteceu no ano letivo anterior, quando as escolas estiveram encerradas por causa da pandemia. E sem pôr ainda em causa o ensino presencial, apesar do número de infeções por covid-19 ter disparado, o Ministério da Educação frisa que há um "reconhecimento generalizado da mais-valia e do impacto deste recurso".

Em relação ao modelo anterior, o governo introduz algumas novidades, nesta edição que já estava prevista. Em comunicado, o ministério de Tiago Brandão Rodrigues diz terem sido criadas uma equipa de coordenação e uma equipa específica para o seu desenvolvimento, composta por cerca de quatro dezenas de professores e quatro intérpretes de Língua Gestual Portuguesa. E esta fase terá uma incidência particular no Ensino Básico, "iniciando-se no dia 19 de outubro, por forma a acompanhar o calendário escolar definido pelo Ministério da Educação (durante as cinco semanas dedicadas especificamente à recuperação de aprendizagem").

Os conteúdos diários na RTP terão um tempo limitado, em blocos de 30 minutos, num total de 75 blocos semanais. A transmissão será feita na RTP Memória , tal como anteriormente, das 9:00 às 16:30 horas. Os blocos da manhã serão dedicados aos 1.º e 2.º ciclos e os da tarde ao 3.º ciclo, que começará a 4 de novembro.

O Ministério reforça a importância da nova autonomização do 1.º e do 2.º anos, que "decorre da necessidade de adequação às especificidades deste início de ciclo, marcado pela aquisição da escrita e da leitura, fator que condiciona inevitavelmente a metodologia a adotar, sendo evidente no 1.º ano a preponderância do domínio da oralidade, por exemplo, em atividades de compreensão, como forma de preparação para futuras atividades de compreensão da escrita".

O Ministério disponibiliza ainda informação para o #EstudoEmCasa para lá da televisão.

O #EstudoEmCasa 2020/2021 para o Ensino Básico vai ser transmitido na RTP Memória, nos seguintes canais:

• TDT - posição 7
• MEO - posição 100
• NOS - posição 19
• Vodafone - posição 17
• Nowo - posição 13
Ficará igualmente disponível em:
https://www.rtp.pt/estudoemcasa (emissão de cada dia on demand e módulos individualizados);
https://estudoemcasa.dge.mec.pt/ (onde estão alojados os conteúdos que os professores utilizam em cada bloco);
• App #EstudoEmCasa.

"A universalidade do acesso ao #EstudoEmCasa, atendendo à disponibilização dos conteúdos na RTP Memória, em sinal aberto através da Televisão Digital Terrestre, permitiu que, mesmo os alunos mais isolados pudessem aceder a estes conteúdos educativos absolutamente relevantes no desenvolvimento das suas aprendizagens, em qualquer parte do território nacional", refere o ministério de Tiago Brandão Rodrigues.

No início de setembro, o titular da pasta da Educação anunciou a continuidade do programa #EstudoEmCasa, como complemento ao ensino presencial, cuja "preservação" assumiu como prioridade. Na altura, salientando a importância do projeto criado em março, quando todo o país entrou em confinamento devido à pandemia e as escolas passaram a um regime de ensino à distância, o responsável pela pasta da Educação apresentou as inovações que o programa #EstudoEmCasa passará a oferecer, nomeadamente novos blocos pedagógicos temáticos, em que estão incluídos conteúdos para organização do trabalho autónomo e que serão alargados ao ensino secundário.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG