Exclusivo Vítima de tráfico. "Quando a polícia entrou, tive medo, mas as coisas estavam tão más ..."

Siddhikarj estava com outros 22 nepaleses quando as autoridades os resgataram da Herdade dos Morangos, em Almeirim. Diz que foi a sua sorte. Vive em Braga, cidade "perfeita" e para onde quer trazer a mulher.

Os melhores dias da vida de Siddhikarj foram aqueles que se seguiram a 5 de julho de 2016, quando as autoridades portuguesas descobriram as condições desumanas em que vivia na Herdade dos Morangos, em Almeirim. Passado de mão em mão, para trabalhar a troco de pouco, num percurso migrante iniciado aos 21 anos, de Katmandu para o Reino Unido.

Naquele dia de julho tremeu porque entraram polícias pelo anexo da exploração agrícola onde ele e mais 22 nepaleses viviam. Quem os explorava dizia-lhes que se os denunciassem às autoridades estas os iriam deportar por estarem ilegais em Portugal. Mas foi o contrário: ofereceram-lhes um programa de proteção se colaborassem para pôr na cadeia os mentores da rede de tráfico humano em que estavam envolvidos, o que veio a acontecer em 2018.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG