Trânsito cortado em Tires após queda de avioneta

Avenida Amália Rodrigues não está aberta à circulação automóvel

O trânsito na Avenida Amália Rodrigues, em Tires, concelho de Cascais, foi esta segunda-feira cortado na sequência da queda de uma aeronave, anunciou o município.

Segundo uma nota publicada na página da Câmara de Cascais no Facebook pouco depois das 13:00, o trânsito está interrompido nesta via e na zona envolvente.

De acordo com a Proteção Civil, a queda da aeronave, que motivou a montagem de um perímetro de segurança, causou a morte a cinco pessoas, quatro delas ocupantes do aparelho (três franceses e um suíço).

A quinta vítima estava no parque de descargas do supermercado LIDL, junto do qual caiu a aeronave, de matrícula suíça.

Não há vítimas entre os funcionários do LIDL, disse à Lusa fonte da cadeia de supermercados, confirmando que o aparelho caiu junto aos armazéns da loja.

No local esteve o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a acompanhar as operações de socorro.

Uma extensa coluna de fumo ergueu-se por entre as casas da zona, com dezenas de pessoas a assistir às operações.

Segundo fonte do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários, a aeronave descolou do aeródromo de Tires, tendo-se despenhado cerca de dois mil metros depois da descolagem, caindo perto do superfície comercial.

Fonte do setor aeronáutico indicou à Lusa que o aparelho é um Piper, modelo Cheyenne II, bimotor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG