Sem "indício de crime", buscas por jovem desaparecida retomam 2ª feira

Jovem de 16 anos desapareceu ao início da tarde de sexta-feira

As buscas junto do rio Tejo em Abrantes para encontrar a jovem de 16 anos desaparecida desde sexta-feira foram suspensas às 17:30 deste domingo e serão retomadas na segunda-feira cerca das 08:30, segundo autoridades locais.

A informação foi avançada à Lusa pela PSP de Abrantes e pelo Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém.

Uma vez que a jovem terá desaparecido ao início da tarde de sexta-feira, quando se estaria a banhar no rio Tejo com uma amiga, e o alerta só foi dado pelas 22:30, a Polícia Judiciária de Leiria foi chamada a intervir para tentar esclarecer os factos.

Fonte da PJ confirmou à agência Lusa que está a investigar o desaparecimento da jovem.

"Estamos no local e já falámos com algumas pessoas. Tudo indica que não há indício de crime", adiantou a mesma fonte, ao referir que os inspetores acompanharão o caso até ao aparecimento da jovem.

Durante o fim de semana, elementos e meios da PSP, dos bombeiros e da proteção civil estiveram junto ao rio Tejo, em Abrantes, à procura da jovem de 16 anos desaparecida na sexta-feira.

Fonte da PSP de Santarém adiantou que duas jovens "não tiveram aulas, devido à greve da função pública [na sexta-feira], e ter-se-ão ido banhar para o rio Tejo, na zona do Aquapolis, em Rossio ao Sul do Tejo, em Abrantes".

O alerta foi dado pelas 22:17 pela amiga, mas o "alegado desaparecimento terá acontecido durante a tarde".

"Talvez por medo ou outra razão, a rapariga só mais tarde alertou os pais. As buscas iniciaram-se pelas 22:30", explicou ainda a PSP de Abrantes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG