Segundo chileno fugitivo de Caxias detido em Barcelona

Fugitivo foi preso em flagrante enquanto cometia um assalto

O segundo chileno que fugiu da prisão de Caxias foi detido em flagrante em Barcelona, Espanha, enquanto cometia um assalto, de acordo com o Expresso. O Ministério da Justiça confirmou esta detenção, segundo a Lusa.

Roberto Ulloa, de 29 anos, já tinha escapado às malhas da lei este domingo, quando foi detido no aeroporto de Madrid e libertado por falta de um mandado de captura internacional. O outro fugitivo chileno, Jorge Naranjo, de também 29 anos, não teve a mesma sorte e foi detido no aeroporto por ter documentos falsos e ser procurado por crimes em Espanha.

As autoridades espanholas receberam os mandados de detenção europeus dos evadidos na segunda-feira à noite e desde essa altura Ulloa foi considerado um fugitivo pela polícia espanhola, mas apenas foi detido esta quarta-feira.

Segundo o Observador, Roberto Ulloa tem antecedentes criminais, tendo já sido condenado no Chile por crimes como furto, posse ilegal de armas, fraude e agressão. O recluso foi ainda deportado da Holanda e da Itália após ter sido condenado nestes países por crimes de roubo.

Ulloa e Naranjo fugiram da prisão de Caxias na madrugada de domingo, juntamente com Joaquim Bitton Martos, um recluso luso-israelita de 30 anos que ainda está a monte.

Os três homens, que aguardavam julgamento em prisão preventiva por crimes de furtos e roubos a residências, fugiram depois de ter serrado as grades da cela com fio metálico e de cortarem a vedação do estabelecimento prisional.

Em atualização

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG