PSP termina com festa ilegal de 45 pessoas num armazém em Lisboa

A festa foi na freguesia da Estrela e, de acordo com a polícia, estava em claro desrespeito pelas normas sanitárias impostas pela pandemia.

A PSP acabou na madrugada deste sábado com uma festa ilegal que estava a decorrer num armazém em Lisboa, com a presença de quase 50 pessoas, em "claro desrespeito" pelas normas sanitárias impostas pela pandemia, informou aquela força policial.

Em comunicado, a PSP diz que foi alertada pelas 3.00 horas, para a existência de uma festa a decorrer num armazém, na freguesia de Estrela, onde haveria um grande número de indivíduos.

"Dado o teor da comunicação reuniram-se os meios policiais necessários e deslocaram-se ao local de forma concertada para a devida intervenção", refere a mesma nota.

Quando chegaram ao local, os agentes puderam observar a entrada e saída de pessoas, ao mesmo tempo que se constatou "um enorme ruído de música proveniente do interior do espaço", apesar de todas as proibições impostas, do adiantado da hora e da perturbação da tranquilidade pública nas imediações, diz a PSP.

De acordo com a Polícia, no interior do edifício estava a decorrer uma festa ilegal com 45 participantes, em "claro desrespeito" pelas normas sanitárias da Direção-Geral da Saúde.

"A PSP fez cessar de imediato a festa e os participantes foram todos identificados para o respetivo auto de contraordenação por incumprimento das normas em vigor no âmbito da pandemia, entre as quais a falta do uso de máscara", refere a nota.

Ainda segundo a Polícia, vai ser levantado um auto de notícia aos três alegados promotores por promoverem uma festa ilegal ampliando o risco de contágio de doença, sem prejuízo de outras responsabilidades que lhes venham a ser imputadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG