Mais de 1390 ocorrências em todo o país devido ao mau tempo

Balanço desde as 14.00 de quinta-feira até às 16.00 deste sábado.

A Proteção Civil registou 1391 ocorrências devido ao mau tempo, entre as 14:00 de quinta-feira e as 16:00 deste sábado, em todo o território nacional.

No total foram registadas, durante este período, "1391 ocorrências relacionadas com o mau tempo, para as quais foram ativados 5125 operacionais e 1766 meios terrestres", disse à agência Lusa o oficial de operações da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), José Costa.

De acordo com o mesmo responsável, as ocorrências estão relacionadas, sobretudo, com "quedas de árvores, movimentos de massas, inundações, quedas de estruturas e limpezas de via", não havendo, no entanto, "registo de danos significativos ou de feridos".

A ANEPC acionou às 18:00 de sexta-feira o alerta amarelo de prontidão do dispositivo de proteção e socorro em todos os distritos, à exceção de Beja e Faro, devido ao risco de inundações e cheias.

Um anterior balanço, até às 8.00 de hoje,. já dava conta de "um número significativo" de ocorrências devido ao mau tempo, totalizando 914 desde as 14:00 de quinta-feira, sendo os distritos Aveiro, Coimbra, Porto e Lisboa os mais afetados.

"Até às 20:00 de ontem [sexta-feira] tínhamos apenas 200 ocorrências, ou seja, esta noite registou-se um número significativo de ocorrências, envolvendo quedas de árvores, inundações quedas estruturas e limpezas de via", disse hoje o Comandante Paulo Santos, oficial de serviço da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), à agência Lusa.

Desde as 14 horas da passada quinta-feira, dia do alerta da Proteção Civil, foram registadas 914 ocorrências relacionadas com a meteorologia adversa, mas não há "registo de danos significativos ou sequer de feridos", adiantou o comandante.

Segundo o responsável, os distritos mais afetados foram os de litoral, nomeadamente Aveiro, Coimbra, Porto e Lisboa.

Todas estas situações foram resolvidas pelas equipas que foram aos locais e limparam as vias, disse, sublinhando que foram "muitas pequenas ocorrências".

Num 'briefing' à comunicação social sobre as previsões meteorológicas e os efeitos expectáveis, o adjunto de operações da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), Mário Silvestre, adiantou na sexta-feira que o alerta amarelo (terceiro mais grave de uma escala de cinco) vai estar ativo até às 23:59 de segunda-feira.

O IPMA prevê para este sábado, no continente, chuva, por vezes forte, em especial nas regiões do Norte e Centro, com o vento a soprar por vezes forte, com rajadas, no litoral e terras altas, e uma pequena subida de temperatura.

As temperaturas máximas deverão oscilar entre os 17ºC na Guarda e os 25ºC em Sagres.

(Notícia atualizada às 17.00)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG