PR aconselha "preocupação acrescida" com violência doméstica em tempo de covid-19

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que as consequências da crise pandémica na "descompensação das pessoas" ainda não estão medidas, mas reiterou que nalguns casos se traduzem em violência doméstica.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou, em Braga, que, em tempos de crise pandémica, faz todo o sentido haver "uma preocupação acrescida" com o fenómeno da violência doméstica.

Marcelo Rebelo de Sousa lembrou que, em situações de crise, se agravam os problemas de saúde mental e "aumenta a violência".

"Estamos todos preocupados, por uma razão muito simples, que toda a gente perceberá. Em situações de crise, aumenta a violência, não é a violência necessariamente nas ruas, mas é a violência psicológica", referiu.

Sublinhou que as consequências da crise pandémica na "descompensação das pessoas" ainda não estão medidas, mas reiterou que nalguns casos se traduzem em violência doméstica.

"Portanto, tem toda a justificação, depois dos anos que vivemos, haver uma preocupação acrescida com a violência doméstica", vincou.

Esta quinta-feira celebra-se o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG